Site em Japonês - 日本語サイト   
  
LEIA +

NISHIMORI PARTICIPA DA SOLENIDADE DE ABERTURA DAS COMEMORAÇÕES NO IMIN 110

O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR), Presidente da Comissão dos Festejos dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil participou nesta segunda-feira (12), da assinatura do Decreto de Lei Estadual das do IMIN 110 no Estado do Paraná, e do lançamento do Selo Comemorativo Oficial. A Solenidade co...

LEIA +

NISHIMORI PARTICIPA DA POSSE DA NOVA PRESIDÊNCIA DA FPA

O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR) participou da solenidade de posse da nova Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) que assume a Frente Parlamentar no lugar do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT). A FPA tem sido uma das frentes mais a...

LEIA +

IMIN 110 NISHIMORI ACOMPANHA EMBAIXADOR DO JAPÃO EM VISITA AO PARANÁ

O deputado federal Luiz Nishimori acompanhou a Comitiva do Embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, composta pelo Cônsul Geral do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, Hajime Kimura, o Presidente da Agência de Cooperação Internacional do Japão no Brasil - JICA, Akio Saito, vice-Cônsul Yuma...

LEIA +

NISHIMORI ENTREGA EMENDA PARA RETROESCAVADEIRA EM AGUDOS DO SUL

O deputado federal Luiz Nishimori entregou emenda para Agudos do Sul no valor de 100 mil reais para a compra de uma retroescavadeira, por meio do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Nishimori parabenizou a prefeita pela organização e desenvolvimento da cidade “ fico muito feliz em p...

A transparência no Parlamento

03/09/2013 08:42:00

Autor: Luiz Nishimori

Nas manifestações que mobilizaram o Brasil de canto a canto, dentre tantas reivindicações, uma se destacou: a Transparência Pública. O povo quer saber como são utilizados os recursos públicos, se está de acordo com o que fora prometido, e mais ainda, que essa transparência sirva como ferramenta de combate à corrupção.

Embora o instituto da Transparência Pública tenha se iniciado com a Lei de Responsabilidade Fiscal no governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso, foi consolidada pela Lei Complementar 131/2009. No entanto, essa transparência traz consigo o viés Fiscal, as contas públicas, devendo o gestor disponibilizar em tempo real os gastos da Administração Pública, o que posteriormente foi ratificado com o advento da Lei de Acesso a Informação.

No caso do parlamento, a transparência vai além. Os parlamentares, que têm como Função Típica o Poder Legiferante, têm o dever de prestar contas à sociedade que oelegeu, almejando suas necessidades serem atendidas. Mas como a sociedade cobraria dosparlamentares acerca de seus votos, votos estes que traçam o futuro do país?

O fim do voto secreto é o primeiro passo para iniciarmos a transparência no Poder Legislativo. Através do voto aberto, saberemos realmente quais são os verdadeiros interesses de cada parlamentar. Além disso, acabaríamos com o chamado “voto de cabresto”, o qual alguns grupos se veem reféns de interesses do executivo, por exemplo.

Não podemos deixar que uma pequena parcela prejudique todo o conjunto da obra. É preciso que todo cidadão saiba realmente quem é o seu representante, o que ele vota e como vota. Só assim iremos separar o joio do trigo.


Fonte: PSDB na Câmara
http://www.psdbnacamara.com.br/wordpress/?p=95182

Voltar

Copyright© 2018 Luiz Nishimori

Todos os direitos reservados.

Powered by: