Site em Japonês - 日本語サイト   
  
LEIA +

NISHIMORI APRESENTA RELATÓRIO DA COMISSÃO ESPECIAL DOS DEFENSIVOS FITOSSANITÁRIOS NA FPA

O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR) apresentou no tradicional almoço da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a proposta de substitutivo do projeto 6299/02 da Comissão Especial dos Defensivos Fitossanitários, o parlamentar é relator da Comissão e Coordenador de Relações Internacionais d...

LEIA +

NISHIMORI PRESIDE REUNIÃO COM ADIDOS AGRÍCOLAS NA FRENTE PARLAMENTAR DA AGROPECUÁRIA

O coordenador de Relações Internacionais da FPA, deputado Luiz Nishimori (PR- PR) presidiu uma reunião com adidos agrícolas estrangeiros sediados em Brasília e com candidatos à posição de adido agrícola junto a missões diplomáticas brasileiras no exterior. Adido é um funcionário diplomático nomea...

LEIA +

NISHIMORI PRESIDE AUDIÊNCIA EM CELEBRAÇÃO AOS 109 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA

O evento realizado no dia 21 de junho, foi resultado do requerimento apresentado pelo deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR), Presidente do Grupo Parlamentar Brasil Japão, para comemorar os 109 anos da Imigração Japonesa no Brasil, e debater a relação bilateral entre as duas nações. Nishimori ressa...

LEIA +

NISHIMORI SOLICITA AUDIÊNCIA COM MINISTRO GILMAR MENDES

O deputado federal Luiz Nishimori esteve em audiência com o Presidente do TSE, o Ministro Gilmar Mendes, para discutir sobre a portaria 372/17 do TSE. O deputado solicitou a audiência e apresentou para o Ministro as preocupações com as consequências da extinção de zonas eleitorais no Paraná, "o inte...

A transparência no Parlamento

03/09/2013 08:42:00

Autor: Luiz Nishimori

Nas manifestações que mobilizaram o Brasil de canto a canto, dentre tantas reivindicações, uma se destacou: a Transparência Pública. O povo quer saber como são utilizados os recursos públicos, se está de acordo com o que fora prometido, e mais ainda, que essa transparência sirva como ferramenta de combate à corrupção.

Embora o instituto da Transparência Pública tenha se iniciado com a Lei de Responsabilidade Fiscal no governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso, foi consolidada pela Lei Complementar 131/2009. No entanto, essa transparência traz consigo o viés Fiscal, as contas públicas, devendo o gestor disponibilizar em tempo real os gastos da Administração Pública, o que posteriormente foi ratificado com o advento da Lei de Acesso a Informação.

No caso do parlamento, a transparência vai além. Os parlamentares, que têm como Função Típica o Poder Legiferante, têm o dever de prestar contas à sociedade que oelegeu, almejando suas necessidades serem atendidas. Mas como a sociedade cobraria dosparlamentares acerca de seus votos, votos estes que traçam o futuro do país?

O fim do voto secreto é o primeiro passo para iniciarmos a transparência no Poder Legislativo. Através do voto aberto, saberemos realmente quais são os verdadeiros interesses de cada parlamentar. Além disso, acabaríamos com o chamado “voto de cabresto”, o qual alguns grupos se veem reféns de interesses do executivo, por exemplo.

Não podemos deixar que uma pequena parcela prejudique todo o conjunto da obra. É preciso que todo cidadão saiba realmente quem é o seu representante, o que ele vota e como vota. Só assim iremos separar o joio do trigo.


Fonte: PSDB na Câmara
http://www.psdbnacamara.com.br/wordpress/?p=95182

Voltar

Copyright© 2017 Luiz Nishimori

Todos os direitos reservados.

Powered by: